Vendas de Páscoa devem cair 3,4%, estima CNC

0
4

dsc_0042[1]A Páscoa deve ser pouco doce para o varejo brasileiro – e para os consumidores. Segundo estimativa da Confederação Nacional do Comércio (CNC), as vendas do setor devem ter queda de 3,4% este ano, na comparação com o mesmo período de 2015. Já os preços estão bem mais salgados.

Se a previsão se confirmar, será o segundo ano seguido de queda nas vendas do período. Será, também, o pior resultado desde a retração de 5,3% registrada na data em 2004. A melhor Páscoa do varejo brasileiro foi em 2010, quando as vendas cresceram 9,3%, diz a entidade.

A estimativa é que o único setor a registrar alta nas vendas no período seja o de supermercados e hipermercados, com fatuamento R$ 2,8 bilhões maior que em 2015.

Preços
A CNC constatou ainda que a cesta de bens e serviços típicos desta data teve alta média de 13,6% nos preços, a maior desde a Páscoa de 2003, quando subiu 26%. Da cesta pesquisada, apenas os preços das passagens aéreas caíram em relação a 2015.

A alta mais acentuada veio do azeite de oliva, que ficou em média 28,3% mais caro. Também tiveram fortes altas os preços dos combustíveis (21,1%), chocolate em barra e bombom (13,3%), bolo (12,7%), outras bebidas alcoolicas (12,6%) e refrigerantes e água mineral (12,5%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here